Game Over aos 25 anos

Não, não estava ansiosa por esse aniversário. Não, não me sinto diferente. Na verdade, a única coisa que sinto é ansiedade e uma sensação de cobrança absurda que parece ter o peso do mundo inteiro em minhas costas.

Meus 25 anos chegaram, mas ainda não me mudei para o exterior, não estou cursando o mestrado com uma bolsa de excelência acadêmica, não sou reconhecida na academia pelo meu trabalho inovador sobre um modelo de previsão de mudanças climáticas, não sou autora de um best seller internacional, não estou envolvida na produção de nenhum documentário científico ou de vida selvagem digno de uma indicação ao Oscar, não fiz o meu mochilão pela África trabalhando como voluntária em ONGs e ganhando dinheiro tirando foto de animais selvagens, não sou fluente em seis línguas, não estou vivendo dos meus rendimentos e pagando passagens de primeira classe para a minha família viajar pelo mundo.

Ainda moro com os meus pais, estou cursando a mesma faculdade, não tenho carteira assinada e não voltei a dirigir.

Não faço ideia porque fiz isso comigo mesma, criei todas essas expectativas cruéis em relação a como estaria a minha vida aos 25 anos. Parabéns pra quem já zerou a própria nessa idade, vc merece! Se a vida é um jogo, a sensação que tenho é que ainda nem consegui sair da 1ª fase (rindo de nervoso com uma taça de vinho na mão).

Sinto que estava mais preparada para uma invasão alienígena do que para essa pandemia. É sério. Ontem, até conseguimos fazer piada com essa possibilidade, todo mundo aqui em casa preferiria que o Brasil fosse governado por extraterrestres, ao invés do Bolsonaro.

Falando sério agora, tudo ainda está muito confuso para mim. Sigo tendo que fazer reajustes no meu percurso, atualizando as minhas expectativas, reaproveitando algumas coisas e me livrando por completo de outras, fazendo uma faxina mental. Demorei pra perceber, mas estava carregando muito peso, era muita bagagem para uma pessoa só.

E um hábito que tem me ajudado muito durante esse processo é o de ouvir a @monjacoen

Meu aniversário já foi, mas tô deixando um presente aqui para vcs, trechos de uma das palestras que mais amo escutar.

Não estamos no mesmo barco, mas estamos passando pela mesma tempestade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s